quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Quero Falar com o Bispo!

Tudo bem que a gente tem que saber se virar sozinha e coisa e tal, mas às vezes isso é um saco! Nada melhor do que gritar por socorro e ter alguém por perto para te ajudar. Em Vitória gritar por socorro é uma mão na roda... Eu mesma tenho amigos e parentes em todos os cantos, de todas as idades e profissões. Qualquer dúvida, qualquer furada de fila (não que eu faca isso) ou qualquer emergência e só dar um telefonema - talvez dois. Então vamos chegar ao assunto deste post.

Na semana passada precisei de um dentista de repente. Minha primeira reação foi pegar o telefone para ligar para minha querida amiga e “dotôra” M., quando me dei conta que na agenda do meu celular não consta nenhum nome "normal", é só gringo! Pois é, não estou em Vix. Dancei.

Pessoa precavida que não sou, vim pra cá sem seguro (aqui eles chamam plano de saúde de seguro). Ia ter que me virar sozinha. Telefonei para algumas pessoas, mas ninguém podia me ajudar muito a não ser indicar dentistas de NY. Peguei uma indicação de uma amiga querida e lá fui eu ao dentista, uma paciente ET por que só não tem seguro aqui quem é de outro mundo. O atendente me "analisou" por alto e disse que meu serviço custaria uns U$300, mas que a dentista teria que avaliar no dia seguinte (eu fui sem marcar).

Já em desespero liguei pra Vix e consegui fazer um seguro "retardatário".

Após uma semana (o que levaria um dia em Vix) fui ao dentista e deu tudo certo. Só que a conta deu 450 doletas!! O meu seguro cobria 350 e eu não estava nem um pouco a fim de pagar os outros 100... Usei o velho discurso do "sou estudante", dá para dar um desconto? E deu. Se tem uma coisa que americano respeita é estudante, acho que eles acreditam mesmo no papo de futuro da nação.

- Dotôra, se eu fosse sua consultora financeira falaria pra vc mudar para cá e ficar rica! Mas como sou sua amiga falo para você ficar aí mesmo, por que seu consultório é maravilhoso e a gente precisa de você por perto! Ah, só mais uma vez: estou tãaao feliz! Já posso contar?

E, claro, preciso dar crédito às minhas outras doutoras do coração, afinal se paciente folgada tem nome, com certeza é o meu! F, L e L - love you!

3 comentários:

Anônimo disse...

será que eu já sei o que vc quer contar? tb fiquei suuuuper feliz!

Camila Colnago disse...

ih, esqueci de dizer q sou eu, Camila, no comentário aí em cima, rs!

Le disse...

Conta! Conta! Conta! Tambem quero ficar mais feliz!
Adorei M, F, L, L.Love you too!
Vou pegar carona: Camel, Parabens!! Nao fui no niver pq tava em Maceio!Saude e amor!