segunda-feira, 23 de março de 2009

We All Wanna Change the World

Esse post esta meio longo mas eu precisava desabafar! rs.

******

Algumas pessoas ja nascem com um espirito "vendedor", acho que eh um dom mesmo. Mas eu acho que a linha que separa os bons vendedores/negociadores dos espertinhos eh muito tenue. E tem um certo tipo por ai que eu nao engulo! Nao vem querendo passar a perna nos outros, desvalorizar o servico alheio para conseguir desconto ou se passar por varios personagens pra ter mais credibilidade na hora de negociar.

Bem, a historia eh a seguinte: Como eu nao nasci com o dom da venda e preciso muito aprimorar minha tatica (pra conseguir descontos quando eu sou cliente ou aumentar o preco quando eu sou fornecedora), entrei em uma aula de "Vendas e Negociacoes" - o nome da aula eh super pomposo, mas em portugues fica meio estranho entao resolvi simplificar.

A aula eh super interessante e interativa. Todos os alunos tem que contar casos reais de negociacoes no nosso dia a dia, como nos saimos o ou que deveriamos ter feito para tirar mais da negociacao. Todos na classe estao mais ou menos no mesmo patamar, alguns mais timidos e outros mais abusados, mas tudo ia correndo bem e a gente ia tirando pontos importantes das experiencias alheias. O professor eh um mega vendedor profissional (daqueles que podem dar palestras de motivacao para multidoes) e acho que ele nao estava achando nossos casinhos muito interessantes. Ate que surge um rapazinho (de quase dois metros de altura) contando que resolveu comprar um carro de um casal se divorciando. Sem entrar em muitos detalhes o cara fez um jogo com a mulher e outro com o marido, colocou um contra o outro, contou varias mentiras e fez um teatrinho bonito de se ver. Algumas pessoas na sala olharam pra ele meio assustadas, mas o professor adorou!

Depois disso ele contou varios outros no mesmo estilo, contando umas mentiras aqui e ali mas conseguindo sempre grandes vantagens. O professor deixou claro pro resto da turma que esse aluno era o seu preferido, era o melhor negociador que ele ja tinha visto.

Eu estava achando aquilo muito estranho, sera que so eu achava o cara um picareta, sem nenhuma etica?? Toda aula eu engolia a seco o professor elogiar a performance dele e criticar os outros (muito fraquinhos...). Ate que na semana passada ele contou mais um caso verdade dele e o professor aplaudiu. Alguns alunos seguiram os aplausos e outros ficaram meio olhando de lado. Ai eu nao aguentei mais. Levantei minha maozinha (aqui pra falar tem que levantar a mao e esperar ser chamada) e quando o professor me autorizou a falar eu desci a lenha.

Falei que nao concordava com nada daquilo, que o cara era totalmente anti-etico e que se o professor estava aplaudindo aquela atitude eu certamente estava na classe errada, por que daquele "ensinamento" eu nao queria aprender nada. Comecei a falar como o professor foi injusto com outros alunos que estavam se esforcando muito mais e como eu estava preocupada com a avaliacao por que o que ele achava certo nem todo mundo ali achava. So sei que cinco minutos depois o caos estava instaurado. Ninguem mais levantava a mao e todo mundo falava ao mesmo tempo. A maioria concordava comigo e o restante estava mais perdido do que cego em tiroteio. O professor ficou meio chocado, comecou a se desmentir, se enrolou todo dizendo que concordava comigo e etc.

Enfim, a aula terminou e la fui eu continuar a conversa com ele. Disse tudo numa boa, que as pessoas sao diferentes e que aquela eh uma aula subjetiva. Vamos ser mais flexiveis e ouvir com mais atencao as historias de todo mundo! Ele me agradeceu e no final acabamos concordando com os termos das aulas que se seguiriam.

Hoje ele vai entregar o resultado da prova, so quero ver se vai colocar minha nota la embaixo...

Moral da historia: se a favorita nao sou eu, se prepara que pode dar confusao! hehehe.

3 comentários:

le disse...

MI,
Quem está viva,tarda,mas aparece!
Saudade!!! E viva a polêmica.Depois conta a nota.,Beijo, Le

Pituca disse...

o mal ou mau dos espertos é achar que todo mundo é bobo, dá-lhe garotinha, saudades, beijos, clô

Anônimo disse...

Mi tu pode não concordar, mas que o mundo é dos mais espertos .. ah isso é...
Ps. não concordo com a atitude paternalista do professor... como professor digo que nunca ceite a opnião de nenhum aluno como verdadeira e sim como uma contribuição a aula...
Fui... acho filosofei d+++...
Bjs e hoy tenes fiesta mexicana... Arriba.. viva la fiesta...